O que é Leasing?


O leasing é uma prática mercantil muito famosa no meio empresarial, sendo uma forma de arrendamento muito interessante, tendo em vista suas modalidades e possibilidades de ampliação de capital. Na prática, o leasing é um arrendamento mercantil (como é definido tecnicamente), em que uma instituição adere uma mercadoria para alugá-la ao arrendatário, que ao final do contrato de aluguel tem a possibilidade de compra ou renovação do aluguel, sendo possível, em alguns casos, a finalização do contrato sem a compra definitiva, que vem em alguns tipos de contrato acrescido de um valor de multa rescisória.

O que é o leasing?

O leasing já é praticado por muitos brasileiros, sem nem sequer eles saberem o nome que define este tipo de negócio. Ele pode ser feito por pessoas físicas e jurídicas, em que cada uma tem seus deveres e termos contratuais diferentes. Hoje em dia é muito empregado na área de veículos, em que os contratantes enxergam como uma possibilidade de financiamento, tendo em vista que as parcelas de aluguel já vão causando um abatimento no valor bruto, sendo que as taxas de impostos no leasing são menores.

Para o ramo industrial também é muito interessante, pois muitas vezes as empresas não tem interesse em adquirir bens, até mesmo pelo fato das tecnologias estarem sendo renovadas constantemente. Com o leasing, as empresas não tem compromisso com o bem adquirido, sendo que pagam um valor de aluguel e mais um valor residual, podendo ao final do contrato, escolher uma nova tecnologia para utilizar o leasing, ou seja, esse sistema permite uma renovação constante nos empreendimentos.

O prazo mínimo de contrato varia de dois a três anos, conforme a vida útil do bem adquirido.

Para entender melhor como funciona o leasing pode-se comparar com os empréstimos no futebol, em que uma empresa (time A), empresta um jogador para outra empresa (time B), que pagará um aluguel pelo tempo de contrato estabelecido. Em alguns casos, o contrato já define um valor X de compra do jogador, que pode ser executado no final do contrato, já em outros, essa opção fica em aberto, possibilitando assim uma negociação para definir qual o valor de mercado.

Categorias de Leasing

São três os tipos de contrato possíveis no leasing, começando pelo mais simples, que é o leasing operacional, em que o arrendatário ficará com o bem por um tempo pré-estabelecido, podendo comprá-lo no final do contrato. Nesta categoria, o valor de compra é definido pelo preço médio de mercado do bem alugado, ou seja, dependerá de como o mercado brasileiro avalia o produto.

No leasing financeiro são três as opções: Compra, devolução ou renovação, ou seja, no final do contrato, o arrendatário pode renovar o aluguel, executar um valor de compra (já pré-estabelecido em contrato) ou até mesmo executar a devolução do bem (finalizando o contrato).

A última categoria é uma muito conhecida por grandes empresas, chamada leasing back, que é o capital de retorno, quando uma empresa vende um bem para algum grupo financeiro e posteriormente executa o aluguel do mesmo. Esse processo ocorre pelo fato de empresas estarem constantemente necessitando de capital de giro, algo muito difícil de conseguir, que pode ser possibilitado por uma venda deste porte, até mesmo para posterior renovação das tecnologias.

 

Alguma dúvida? Comente e nós responderemos! 😉

Adicionar comentário